Seguidores, siga-os também... vale a pena

It's Really true!! Funciona mesmo!!

Curta! Enjoy it!
O mundo com olhar de criança...


Lembre-se de visitar os blogs parceiros e amigos, podendo acompanhá-los a partir deste blog, na seção abaixo dos posts.
Confira os vídeos!
Sinta-se à vontade!

Sua opinião é muito importante, por isso mesmo, comente!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

coisas boas...

Como disse meu querido pastor há duas semanas atrás: Deus é bom, Deus é bom demais...

Quantas coisas lindas Deus coloca em nossa vida que podemos e pudemos usufruir.
Como é bom enxergar um caminho guiado pelos erros, acertos, desacertos e concertos praticados cotidianamente, contruindo uma historicidade própria de coisas boas.
Isso dá esperança, pois, como disse J Wesley "o melhor de tudo é que Deus está conosco" em todos os momentos.
Como discutimos futilmente...
como falamos mal de tudo...
reclamamos...
exaltamos aquilo que não gostamos, e desvalorizamos o que gostamos...

tenho voltado a ouvir muita música boa ultimamente... estava sem tempo para ouvir música!
mas agora dei um jeito...
e, sim, tem um monte de lixo por aí...

mas como tem coisa boa...

coisas novas, não tenho visto nada que surtisse algum efeito positivo sobre mim, com exceção de uma banda chamada Palavrantiga, mas que já não é tão nova assim...

porque temos tanto lixo musical (e em todas as áreas)?

será que é porque o que nos incomoda, o que é ruim, mal feito, será que é porque isso chama tanta a nossa atençao (e de todos)?

Afinal, só se fala nas coisas ruins que os outros fazem...

sei lá...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

sem folego...

Cara, como cansa... é uma ladeira todo dia, e cada vez maior a medida que se aproxima do fim...


Cansa essa gente que só fala de política em ano eleitoral. Mas, no final das contas, só fala. Nunca faz nada.
Quanta gente que gosta de falar... Mas nunca faz nada nunca...

Fico sem fôlego agora de tentar qualquer diálogo com esses pseudopolitizados.

Fico sem fôlego pois o grito de desespero daqueles que querem ser ouvidos - por que acham que tem algo a dizer - sem serem oprimidos - de verdade me sufocam.

Pra quê falar se nada fará? Ou mudará?

Gentinha cricri que não sabe que é tão péssimo só falar quanto se omitir... E muitos se dizem profetas! Falsidade...

Fala só para dizer que "fiz minha parte"...

Tantos messias hoje em dia, que me tiram todo o fôlego... tantos profetas, que me sufocam...

Tantos intelectualistas e sociólogos...

Muita falação, sem pausa nenhuma, um grande, como diz Paulo Freire, falar "blablablantemente".

Essa é a verdadeira Ladeira da Preguiça, já cantado anteriormente...

hipocrisia

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

rolando...

Mike Portnoy deixa o Dream Theater (banda que ele fundou e que, como ele mesmo disse, foi o seu pai que deu esse nome à banda). Será que continuarão? Confesso que já gostei bastante do DT, porém parei no Falling into Infinity e enjoei. Mas é uma pena, ou não. Talvez seja uma ótima mudança para todos.

E o Chris Evans (o Tocha do Quarteto Fantástico) será o Capitão América e Hugo Weaving, o Caveira Vermelha. Esperemos.

Nestes tempos assisti a dois filmes recentes com o diCaprio: A Origem, e A Ilha do Medo. O primeiro, muito interessante mesmo, direção de Christopher Nolan, e trilha de Hans Zimmer. Bom filme, boa história, complexa, mas não complicada, dentro de um universo onírico. E um final que nos deixa com uma grande dúvida! Um peão que aparentemente não cai. E isso muito significa! Como disse G. de S. Franco Neto: "Esse peão que não vemos cair permite pensarmos que Cobb estava não apenas sonhando, mas tentando implantar a ideia de que regressara para sua casa e viveria feliz para sempre. (...) precisou passar por milhares de camadas do inconsciente, pensando mesmo que estava acordado. Afinal, não era apenas uma ideia, mas a superação de um trauma".

Sobre a Ilha do Medo, de Martin Scorcese, bom filme também, mas assisti dublado, por isso nao emitirei nenhum comentário. Como os filmes perdem com as dublagens! Péssimo. É insuportável ver filmes dublados. Não consegui prestar atenção nem na trilha sonora, contendo John Cage e "Music for Marcel Duchamp". Mas, o que consegui ver, bom entretenimento. E sim, eu gosto de blockbusters! Mas deve ser um filme muito ousado.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...