Seguidores, siga-os também... vale a pena

It's Really true!! Funciona mesmo!!

Curta! Enjoy it!
O mundo com olhar de criança...


Lembre-se de visitar os blogs parceiros e amigos, podendo acompanhá-los a partir deste blog, na seção abaixo dos posts.
Confira os vídeos!
Sinta-se à vontade!

Sua opinião é muito importante, por isso mesmo, comente!

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Haiti...


Na Assembléia Docente do IMS (Instituto Metodista de Ensino Superior), a qual estive presente me apresentando no momento devocional, o Pastor Luis Carlos Prates trouxe-nos a tona uma reflexão muito pontual sobre a tragédia haitiana. Tanto se fala na ajuda humanitária a este país que historicamente já estava devastado por guerras civis e desumanização. E a ajuda humanitária estava presente. Tropas da ONU, missões religiosas... Mas e os nossos olhos... Esses mesmos, meus, seus... ou melhor: nossos olhares, onde estavam focados? Estavam focados nessa desigualdade social deste país? Focados então na desvalorização da vida que ocorre (e sempre ocorreu) naquele país? Na violência? Nas milícias armadas? Na fome, na miséria e no desemprego? ...

Ou nem sabíamos da existência de tal país? Talvez soubessemos sua localização geográfica...


Mas nossos olhares não se importavam com tudo isso... nossos olhares não se voltavam às injustiças que oprimem aquele povo... nossos olhares não se voltavam à opressão, não se voltavam aos oprimidos...

Agora, hipocritamente, dizemos que sofremos com tantas perdas...

Quantas vidas foram perdidas no Tsunami tailandês? e como está lá agora? não sabemos pois não nos importamos com os oprimidos...

Não nos importávamos com os oprimidos, com o grito dos oprimidos deste povo haitiano e, agora, continuamos a não nos importar... queremos apenas ter nossas consciencias tranquilas...

Quando será a próxima tragédia? De que povo falaremos em ajudar quando já for tarde demais para uma ajuda real?

Ficamos aqui, imóveis e passivos diante da opressão de um ser humano contra outro ser humano...

Se não tomarmos atitudes de defesa e de valorização da vida humana, o que faremos então?

Não podemos continuar sendo todos omissos...

Como amar o próximo se não voltarmos nossos olhares a ele? Estarmos juntos...
Gostamos de mostrar pesar pelo próximo "distante" haitiano... mas o nosso próximo mais próximo, queremos nos distanciar...
Deixamos nossos próximos esperando uma reação nossa...

E ela não vem...

Pois temos construído conhecimentos distorcidos acerca de religiosidade e espititualidade...
E, consequentemente, temos um conhecimento distorcido acerca de nós mesmos, filhos de Deus... Assim, o individualismo quer imperar até nas ajudas humanitárias... O individualismo espiritual, o individualismo material, o individualismo religioso, o individualismo solitário e depressivo que mata o diálogo e nos afasta de Deus... e nos afasta de todos, e nos afasta de nós mesmos...

Mas se apenas começarmos a olhar para o nosso próximo mais próximo, bem chegado mesmo (que não o próprio eu), é um a priori para revolucionarmos a sociedade, para transformarmo-nos... acabando com um pouco da hipocrisia... O Haiti, se não está em nós, está bem próximo de nós... e não me refiro ao terremoto, mas sim à opressão e a desvalorização da vida... e não digo isso me referindo a nossa própria guerra-civil entre o crime organizado e a sociedade, mas me refiro a desvalorização da vida em pequenos gestos... como não cumprimentar o porteiro ou jogar lixo na rua ou comprar produto ilegal...

olhar o mundo e ao próximo com o olhar de Jesus, eis nosso desafio...

domingo, 24 de janeiro de 2010

A Igreja Metodista une esforços para ajudar o Haiti

A Igreja Metodista une esforços para ajudar o Haiti


A Igreja Metodista no Brasil une-se à Igreja Metodista Unida, dos Estados Unidos, para ajudar nos esforços de salvamento e reconstrução do Haiti.

O mundo inteiro assiste com aflição e tristeza a dramática situação vivida pelo povo haitiano após o terremoto que devastou a capital Porto Príncipe. Tropas do Exército de vários países, bombeiros e médicos seguem em vôos de emergência para o Haiti, carregados de suprimentos. Os que ficam em seus países podem ajudar com suas orações e apoio financeiro aos grupos humanitários que atuam na região.

Para fazer doações, os brasileiros estão sendo orientados a realizar depósitos em dinheiro em contas abertas pela Embaixada do Haiti no país ou ONGs reconhecidas que atuam em território haitiano. Uma dessas organizações não governamentais é a UMCOR, Comitê de Auxílio da Igreja Metodista Unida (United Methodist Committee on Relief), que tem uma longa história de trabalho no Haiti, onde mantêm um escritório desde o ano de 2005.

A Sede Nacional da Igreja Metodista une-se a estes esforços da UMCOR, destinando uma conta corrente para receber doações dos(as) metodistas brasileiros (as) ao Haiti. Quem puder ajudar, pode fazer seus depósitos na seguinte conta:

Banco Bradesco

Agência: 3381-2

Conta corrente: 2237-3

Associação da Igreja Metodista – CNPJ 33.749.946.0001-04.

Rede Metodista de Educação tem alunos haitianos, que precisam de nossa ajuda e orações.

A Rede Metodista de Educação tem 22 estudantes e os ajudou a obter informações sobre seus familiares. Todos(as) têm pai, mãe e irmãos (ãs) com saúde, mesmo quem perdeu casa. Porém, todos os alunos e alunas do grupo tiveram perda de familiares mais distantes.

Prezados\as irmãos e irmãs em Cristo

Graça e Paz!

“Tudo posso naquele que me fortalece!”

Em virtude do terremoto que assolou o Haiti, creio que todos nós temos acompanhado estarrecidos o sofrimento daquela nação.
Este é, para nós cristãos, um momento de orarmos e intercedermos ao Senhor da Vida para que preserve o pouco que sobrou daquela nação. Que vidas sejam resgatadas, que familiares encontrem seus queridos, que haja consolo entre os que perderam suas casas e seus familiares.

Nós como Igreja Metodista na 2ª RE, não podemos ficar inertes, assistindo a dor de irmãos\ãs à distância com o sentimento de que nada nos atingiu, nada tem a ver conosco.

Entre nós, temos 12 alunos\as haitianos estudando na Rede Metodista e freqüentando as igrejas de Porto Alegre. Destes, apenas 01 tem notícias de seus familiares, para os demais sobram apenas a esperança e a fé. O Bispo Luiz Vergílio esteve com estes alunos na tarde de quinta, 14/01.

Não podemos enviar gêneros, água, medicamentos ou outra espécie de ajuda (somente por entidades governamentais). O único auxílio possível é financeiro. A intenção é enviar estes jovens para servirem de tradutores às equipes de busca e reconstrução, pois poucos falam o Crioulo (língua nativa do Haiti) ou francês.

A Sede Regional está disponibilizando uma conta para que todos interessados possam
contribuir:

Banco BANRISUL
Agência: 0035
Conta corrente: 06.035245-0.6 -- Associação da Igreja Metodista

Conclamamos todo o povo metodista a colaborar com seus recursos e orações.

Agradecido,

Rev. Marcelo Montanha Haygertt
Secretário Executivo da AIM - 2ªRE
Assessoria Episcopal

e.mails: assessoriaepiscopal@metodista-rs.org.br
mhaygertt@yahoo.com.br
fones: (51) 3332.0226
(51) 8183.5279

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Uma mensagem a todos


Morre no Haiti Rev. Sam Dixon diretor da maior agência missionária de assistência metodista do Mundo: UMCOR.

Pastor e lider de missões incansável foi alcançado pela tragédia e não
conseguiu ser resgatado. Mais notícias em inglês abaixo no site da
Igreja Metodista Unida.

UMC.ORG

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

EMERGÊNCIA HAITI: DOE AGORA!

EMERGÊNCIA HAITI: DOE AGORA!


Ajude crianças e famílias que perderam tudo e precisam de sua ajuda.

Visão Mundial socorre vítimas de terremoto no Haiti.


Puerto Príncipe, Haiti, 13 de janeiro de 2010. A Visão Mundial está avaliando os danos e começa hoje uma resposta massiva de ajuda humanitária, depois que um terremoto de 7.0 graus na escala Richter atingiu o Haiti na noite de terça-feira. Visão Mundial vem trabalhando no Haiti durante 30 anos e conta com 370 funcionários, com agentes de emergência e com uma equipe já preparada em todo o país.

Lamentavelmente, é provável que a perda de vidas tenha sido significativa. Milhares de pessoas ficaram sem lar e estão em necessidade urgente de atendimento médico, água potável, abrigo e alimentos. As crianças estão ainda mais vulneráveis nesta tragédia e muitas podem ficar separadas de suas famílias. As agências de ajuda enfrentam grandes desafios logísticos para ajudar os milhares, se não milhões, de famílias afetadas.


A equipe da Visão Mundial está se mobilizando no Haiti e mais pessoas chegarão durante os próximos dias para avaliar a situação e iniciar as atividades de socorro.


A Visão Mundial Haiti distribuirá kits de primeiros socorros aos afetados e materiais básicos tais como sabão, cobertores, roupas e garrafas de água como parte da resposta inicial.


A Visão Mundial advertiu que a situação da infância no Haiti poderia se deteriorar como resultado desta crise. Milhares de crianças no Haiti vivem em regime de semi-escravidão e centenas de milhares carecem da atenção e cuidado dos pais. Haiti tem os piores indicadores de saúde e educação do hemisfério ocidental e os níveis de violação de direitos das crianças já são atualmente alarmantes.


“Estamos muito preocupados pela proteção e bem-estar das crianças. Um terremoto dessa magnitude é uma experiência muito traumática para a infância. Muitas crianças e adolescentes podem ter sido atingidas ou estarem separadas de suas famílias. Nossa prioridade é assegurar que as necessidades físicas e emocionais da infância sejam asseguradas tanto agora quanto nas próximas semanas”, explicou a Assessora Regional de Incidência, Advocacy e Posicionamento para América latina e Caribe.


Você pode nos ajudar com doações de qualquer valor, faça o depósito bancários em umas das contas:

Bradesco (Ag.: 3206-9 / CC: 461666-9) e Banco do Brasil (Ag.: 0007-8 / CC: 16423-2)

United Methodists rescued from hotel rubble in Haiti

United Methodists rescued from hotel rubble in Haiti

A UMNS Report
By Linda Bloom*
UPDATED 2:30 AM EST | Jan. 15, 2010

Three United Methodist church staff were rescued late Thursday night from the rubble of the Hotel Montana in Port-au-Prince, Haiti.

The Rev. Sam Dixon, top executive of the United Methodist Committee on Relief; the Rev. Clinton Rabb, head of Mission Volunteers; and the Rev. James Gulley, an UMCOR consultant, are now safe, said the Rev. Tom Hazelwood, an UMCOR official.

“Sam and Clint are on their way to the hospital,” he told United Methodist News Service. “They both have leg injuries.” Gulley was uninjured, he added.

Three staff from IMA World Health who were meeting with the trio at the hotel -- Sarla Chand, a United Methodist who serves as vice president of international programs; Rick Santos, the agency’s president, and Ann Varghese, program officer for Haiti -- also were rescued and are fine.

A story posted by ABC News said Chand “thanked rescuers for saving her life” as she was carried out of the rubble. She is a former staff member of the United Methodist Board of Global Ministries, UMCOR’s parent agency.

The news of their rescue was first posted on a Hotel Montana Facebook page. Hazelwood said Gulley called his wife, Nancy, who then called Roland Fernandes, a Global Ministries executive.

Others had been rescued from the hotel earlier in the day. Later in the afternoon, CNN had reported that American, Chilean and French search-and-rescue crews were trying to reach a woman trapped in the bar area of the five-story hotel.

The hotel collapsed when a 7.0-magnitude earthquake struck Haiti on Jan. 12.

Dixon and Gulley flew to Haiti on Jan. 11 to attend meetings, and Rabb had joined them there on the day of the earthquake. They had arrived at the hotel just about 5 minutes before the earthquake struck at 4:53 p.m.

Dixon has served at the Board of Global Ministries since 1998. As UMCOR’s chief executive, he oversees programs that range in scope from international development and peace building to long-term disaster recovery and special ministries to marginalized people. He also served 24 years in pastoral ministry and had special assignments in the denomination’s North Carolina Annual (regional) Conference.

Rabb, a clergy member of the Southwest Texas Conference, has served with the Mission Volunteer unit since July 2006 and has been on the agency staff since 1995. During a span of almost 20 years as a pastor and chaplain in Texas, Rabb was engaged in domestic and international Volunteers in Missions teams.

Gulley has extensive experience in sustainable agricultural work. As a missionary, he served from 1972 to 1979 in Nigeria and, starting in 2005, for 15 months in Cambodia, working on agriculture projects. He also worked for the U.S. Department for Agriculture for 10 years and led a sustainable agriculture project at the Board of Global Ministries.


*Bloom is a United Methodist News Service news writer based in New York.

News media contact: Linda Bloom, New York, (646) 369-3759 or newsdesk@umcom.org.

sábado, 2 de janeiro de 2010

Laicidade da Igreja !(?)...

Em 2009 discutiu-se exaustivamente sobre a laicidade do Estado e sobre o Estatuto da Igreja Católica e tudo mais...
Sim, o Estado é laico e está na nossa Carta Magna e disso não trataremos pois "já deu".

Quando tratamos de um assunto tão polêmico urge voltarmos nossos olhos para nós mesmos, na impossibilidade disso, pelo menos olharmo-nos em um espelho. Digo isso enquanto membro de uma instituição religiosa, a Igreja Metodista, e mais ainda, como membro do Corpo de Cristo.
Será que dentro de tão importante discussão, os cristãos ttem conhecimento pleno que o Estado brasileiro é laico e isso de acordo com nosso Constituição? É triste, mas os cristãos apenas refletem a ignorância (sim, ignorância, de não-conhecer, de ignorar o fato) de um povo que desconhece seus direitos e muito menos seus deveres. Quantos cristãos já leram nossa Constituição? Quantas classes de escola dominical, ou discipulado, ou células, discutem e refletem a Constituição brasileira à luz das Escrituras e a transpoem para nossos problemas socias, economicos e politicos?
Se fala tanto em "profetas", mas estão confundindo com Nostradamus, um simples "previsor de acontecimentos". Onde está a denúncia? Onde esta a transformação?
Todos querem ser um novo Nostradamus, e não um profeta (bíblico).
Porque digo isto?
Tanto se fala (também) em crescimento do número de evangélicos pelo nosso país, porém, cadê a mudança? Cadê a real transformação? Pior ainda: a transformação apenas tem se dado de forma individual e individualista, o famoso "cada um por si". Onde há crescimento de cristãos DEVE haver mudança social.

O Estado é Laico... e a Igreja também está se tornando laica...

O Estado é Laico... mas a Igreja não pode ser apolitizada...

Que tenhamos profetas e profecias, e não profetadas com belos sorrisos hipocritas...

Que tenhamos Cristo...

Ósculos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...